Notícias

Taurus tem crescimento de 17% em receita na venda de armas nos primeiros nove meses de 2018

Negócio / A Taurus, uma das maiores fabricantes de armas do mundo, apresentou resultados sólidos nos nove primeiros meses de 2018, com a receita líquida de vendas de armas totalizando R$ 613,6 milhões, um crescimento de 17,4% em relação ao mesmo período do ano de 2017. O resultado positivo se deve principalmente ao esforço de vendas nos mercados interno e externo, com aumento de 73% e 10,4%, respectivamente.

Seguindo uma tendência apresentada no segundo trimestre de 2018, o aumento da receita é fruto do processo de reestruturação, iniciado no final de 2017 pela nova administração, da diversificação do portfólio, com o lançamento de mais de 17 produtos, e investimento em novas tecnologias.

Segundo o presidente da Taurus, Salesio Nuhs, o bom desempenho no mercado interno demonstra a volta da credibilidade da marca perante às instituições e, principalmente, aos policiais e colecionadores, caçadores e atiradores (CACs), o que comprova a confiança nos novos produtos lançados pela Taurus.

A geração de caixa da companhia medida pelo EBITDA, nos nove primeiros meses deste ano, foi de R$ 97,1 milhões contra os nove primeiros meses do ano de 2017, que registraram uma perda de R$ 27,6 milhões. O resultado demonstra o esforço da Taurus em aumentar a receita líquida e reduzir o custo do produto vendido, refletindo na obtenção de EBITDA e margem EBITDA positivos ao longo do ano.

No terceiro trimestre de 2018, a margem bruta de armas ficou em 40,5% e 28,2 p.p. superior ao apurado no terceiro trimestre de 2017, resultado oriundo dos processos de redução de custos iniciados no primeiro trimestre de 2018, que vêm se consolidando e gerando resultados consistentes durante o ano de 2018.

A restruturação da dívida bancária possibilitou ainda que a Taurus desse foco na operação, na geração de caixa e na desmobilização necessárias para fazer frente ao cronograma de pagamentos. A emissão dos bônus de subscrição, anunciada em outubro de 2018, poderá antecipar o cronograma de amortização total da dívida. De acordo com Nuhs, a melhoria operacional da empresa continua a ser a maior atratividade para os acionistas e investidores.

As ações preferenciais da companhia tiveram valorização ao final do terceiro trimestre de 2018 de 76,3% em relação ao segundo trimestre de 2018. Já as ações ordinárias, no mesmo período, apreciaram-se 80,6%. Dessa forma, o valor de mercado da empresa registrou um crescimento de 79,2%, atingindo R$ 218,8 milhões. O índice IBOVESPA no mesmo período apresentou valorização de 9%.

“Com uma produção estimada de um milhão e trezentas mil armas para este ano e com os resultados apresentados de forma recorrente nestes últimos três trimestres, entendemos que a Taurus está no caminho certo e de volta ao ‘jogo’ já como a maior fabricante de revólveres e a quarta maior fabricante de pistolas do mundo”, afirma o presidente da companhia.

Exportações
Nos EUA, o mercado seguiu bastante competitivo. Quando comparado os nove primeiros meses de 2018 com o mesmo período de 2017, verifica-se uma melhora na receita líquida da companhia de 10,4% no período, alavancada pelos novos produtos comercializados no mercado americano. Além disso, é importante salientar que a empresa vem construindo estoques na unidade americana para atender em 100% as demandas do Black Friday americano, período em que as vendas ficam bastante aquecidas no país.

A Taurus vem investindo em seu principal mercado, os EUA, e com a mudança do parque industrial de Miami para Georgia, prevista para 2020, a companhia espera dobrar a capacidade produtiva no mercado norte americano.

Além disso, a empresa também segue apresentando um fortalecimento em outros mercados, com destaque para Oriente Médio e Ásia, a partir de autorizações do Ministério de Relações Exterior e de um robusto processo de compliance, e as vendas para outros países registraram um crescimento de 98,5% no terceiro trimestre de 2018 em comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando R$ 54,2 milhões.

Para o presidente da Taurus, os resultados do terceiro trimestre de 2018 confirmam o sucesso da restruturação da companhia, iniciada no final do ano passado. “A Taurus recuperou sua rentabilidade de forma sustentável, confirmada pela melhoria em todos seus indicadores financeiros e operacionais. Hoje, somos uma empresa mais ágil e inovadora com foco constante em qualidade e custos. O lançamento de novos produtos voltou a fazer parte do nosso dia a dia, investimos em inovação e novas tecnologias, temos um portfólio de produtos no estado da arte, 17 novos produtos foram lançados com grande aceitação no mercado interno e no exterior”, afirma Nuhs.

Um exemplo é o lançamento realizado no início deste mês da pistola Striker TS9 9mm, desenvolvida especialmente para o uso policial e militar, mas que também pode ser adquirida na fábrica por caçadores, atiradores e colecionadores. O lançamento possui sistema de ação com percussor lançado – striker, mecanismo com o exclusivo sistema de segurança de dupla trava de gatilho (trava do gatilho e trava manual), trava do percussor e trava de queda, que aliados ao mecanismo de disparo e design inovador, asseguram a praticidade de pronto emprego e a facilidade de manutenção.

As armas da série TS possuem um eficiente sistema de estancamento contra pó, areia e iodo e são ideais para uso nas forças especiais sob condições extremas. O projeto exclusivo da pistola Striker foi desenvolvido atendendo aos mais rigorosos padrões de qualidade e segurança exigidos pelos policiais mais qualificados do mundo e tornará o portfólio da companhia ainda mais completo e preparado para atender às necessidades das instituições policiais e militares brasileiras.

Para outras informações, acesse em www.taurusri.com.br os documentos enviados à CVM – Comissão de Valores Mobiliários e ao mercado.

Website: http://www.taurusri.com.br

 

Fonte: www.agenciaoglobo.com.br



Avenida São Borja, n° 2181 - Prédio A - Fazenda São Borja - CEP: 93035-411
São Leopoldo - RS - Brasil
VER MAPA