Notícias

Taurus contrata Organismo de Certificação de Produto (OCP) e ganhará agilidade no desenvolvimento e lançamento de produtos no Brasil

Data:28/05/2021 
 
 

A Taurus anunciou a contratação da empresa L P S Company Ltda, um Organismo de Certificação de Produto (OCP) já acreditado no Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), para realizar a homologação de produtos, o que vai agilizar os processos de desenvolvimento e de lançamento no mercado brasileiro, reduzindo drasticamente os prazos e aumentando a competitividade da empresa, especialmente frente aos produtos importados, que não possuem a mesma exigência para serem comercializados no Brasil.

"Contratamos um Organismo de Certificação de Produto para viabilizar nosso projeto estratégico e sermos competitivos, internacionalmente e aqui no Brasil, no que diz respeito a agilidade no processo de homologação de produtos desenvolvidos pela Taurus, já que isso é um dos alicerces do nosso crescimento. Embora a contratação do OCP vá beneficiar todos os produtos da empresa, o investimento tem ênfase especial naqueles direcionados para o mercado nacional, que é prioridade da empresa", explica o CEO Global da Taurus, Salesio Nuhs.

 

Como o OCP contratado não tem um laboratório próprio, utilizará um de Terceira Parte Interessada, que está sendo montado de acordo com as especificações necessárias nas instalações da Taurus em São Leopoldo (RS), contando com funcionários específicos e não envolvidos com as atividades de desenvolvimento dos produtos, a fim de que haja total independência e lisura no processo de certificação. O novo laboratório deverá estar operacional até o final deste mês.

>

Até o momento, todos os produtos controlados que são fabricados no Brasil, como armas de fogo, munições, coletes, granadas, etc., necessitam de homologação do Exército, por meio de um Relatório Técnico Experimental (RETEx), antes de serem disponibilizados ao mercado consumidor. Mesmo uma simples alteração estética no produto, como a mudança do material ou da cor, requer um novo processo de homologação, o que impede o desenvolvimento tecnológico no país.

 

Há apenas dois anos, devidos às restrições de calibre até então existentes no Brasil, a Taurus lançava somente cerca de oito novos modelos de armas por ano, quantidade suficiente para que o Exército pudesse avaliá-los e aprová-los. Com as mudanças na legislação brasileira ocorridas desde 2019, a Taurus já desenvolveu cerca de 300 novos modelos. Somado com os produzidos pelas demais empresas do segmento de armas e munições, esse número ultrapassou em muito a capacidade de avaliação e certificação do órgão técnico do Exército, causando uma lentidão de meses ou até anos na homologação de produtos.

>

Essa demora prejudicava as indústrias nacionais e, principalmente, os consumidores brasileiros, pois os produtos que já eram comercializados em outras partes do mundo não podiam ser vendidos/lançados no Brasil.

 

Atualmente, o tempo para homologar um produto e obter a certificação junto aos órgãos competentes, se não tiver mais nada na fila, é de cerca de 18 a 24 meses. Como a Taurus tem hoje mais de 100 novos produtos na fila, pela média dos últimos tempos, iria demorar muitos anos até homologar todos.

 

Sobre a L P S Company Ltda. (T&A Brasil)

Para atuar em produtos controlados pelo Exército (PCE), a empresa L P S Company Ltda. (T&A Brasil), recebeu designação para exercer, em nome da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC/EB), nos termos aprovados pela Portaria nº 189 - EME, de 18 de agosto de 2020, e consolidados no Termo de Responsabilidade nº 01-DFPC/2021, as funções de Organismo de Certificação Designado (OCD).

>

A T&A Brasil é uma empresa que atua no mercado nacional e internacional ofertando serviços que incluem certificações, auditorias, inspeções, ensaios, suporte regulatório, mapeamento/gerenciamento de riscos e treinamentos.

 

O OCP/OCD em questão, assim como os demais, trabalha ao abrigo e sob as exigências da NBR ISO/IEC 17065, uma norma internacional que estabelece requisitos para a competência, operação consistente e imparcialidade de Organismos de Certificação de Produtos, processos e serviços.

 

Com a designação recebida da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC/EB), o OCP/OCD contratado está agora habilitado a desempenhar suas atividades, certificando produtos dentro do escopo requerido pela empresa: armas de fogo, acessórios e componentes/peças, entre outros. Na prática, isso significa que, a partir da entrada em operação do novo laboratório, a Taurus não necessitará mais submeter seus novos produtos, ou modificações em outros já existentes, à certificação nos laboratórios do Exército Brasileiro, podendo fazê-lo por meio do OCP/OCD contratado, cabendo à Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército (DFPC) apenas a homologação final do processo após a aceitação dos certificados de conformidade emitidos pelo OCP/OCD.

 

Fonte:https://negociosemfoco.com/amp/?releaseid=4938342



Avenida São Borja, n° 2181 - Prédio A - Fazenda São Borja - CEP: 93035-411
São Leopoldo - RS - Brasil
VER MAPA